quarta-feira, 16 de julho de 2014

Tudo azul!

Tudo começando a ficar azul!
O frio deu uma trégua  e surgiu dias lindos de sol e céu azul.


Ando atrás de quem possa me dizer o nome dessa linda flor, ganhei sementes 
De uma amiga, e desde então me apaixonei, sempre dando flores
 Onde caem as sementes germinam, sem esforço sem cuidados,
Sem exigência nenhuma, apenas crescem e florecem.



 Mudas...muitas mudinhas
até no rejunte do piso!
Quem souber por favor deixe o nome nos comentários!

"Germinam as plantas na noite da terra,
Crescem os brotos pela força do ar,
Amadurecem os frutos pelo poder do sol,
Assim germina a alma no relicário do coração,
Assim cresce o poder do espírito na luz do mundo,
Assim amadurece a força do Homem no fulgor de Deus".
(Rudolf Steiner)

Agradecendo o carinho da querida amiga Zizi
que me presenteou com lindos vidrinhos jateados pelo vai e vem das ondas do mar.
Quantas artesanatos lindos ela fez com esse material,  ganhei duas lindas garrafas também...
 e a danadinha já está de malas prontas outra vez...boa viagem!


Agradecendo o carinho das queridonas na postagem anterior
li e reli todos os comentários
  Me emocionei muito com o carinho de todas
 E assim vou renovando minhas forças!

Meu desejo é que tudo esteja azul com vocês.

Obrigada queridas!
Abraços!

  


sexta-feira, 4 de julho de 2014

Pensando!

Querida amigas!!
As vezes penso que meu blog vai morrer, antes as postagens eram rápidas,
ultimamente sento em frente ao computer e fico pensando, pensando e nada !
Desde que minha mãezinha se foi tenho estado a pensar, e a pensar...
Pensando na morte e como tudo é tão passageiro,  porque o ser humano não muda?
Porque tanta violência?
Porque tanta ambição?
Tanto ódio, tanto rancor e corrupção?

Acredito que todos nós nascemos com o bom e o mau na mesma proporção e que com o tempo desenvolvemos um dos dois em maior escala.


(6 anos da morte de meu filho)
(1 ano da morte de meu irmão) 
( 1 mês da morte de minha mãezinha)

E as respostas são tantas.


Encontrei um belo texto de Paulo Coelho

As pessoas pensam muito pouco na morte. Passam suas vidas preocupadas com verdadeiros absurdos, adiam coisas, deixam de lado momentos importantes. Não arriscam, porque acham que é perigoso. Reclamam muito, mas se acovardam na hora de tomar providências. Querem que tudo mude, mas elas mesmas se recusam a mudar.
Se pensassem um pouco mais na morte, não deixariam jamais de dar o telefonema que está faltando. Seriam um pouco mais loucas. Não iam ter medo do fim desta encarnação – porque não se pode temer algo que vai acontecer de qualquer jeito.

Queridas amigas , sei que não era a postagem que estavam esperando, na próxima virei com
algo bem alegre!

E enquanto a morte não vem ..vamos que vamos, "força na peruca" como diz nossa amiga  Chica

ABRAÇO!

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Estação de trem!

Olá!
Dia desses fui dar uma volta ao passado, Capivari
Onde eu e minha irmã passávamos as férias da escola, ao todo 4 meses no ano,
junto das minhas nonas, nono ( não cheguei a conhecer meu nono materno)
 tias e primas.
Era sempre uma festa, e o que mais me alegrava era andar de trem (Maria Fumaça)
Só quem viveu essa experiência é que pode saber do que eu falo!
Gostaria muito de ver esta estaçãozinha restaurada, sei não, promessa de político ....!

Estação Ferroviária da cidade de Capivari S.P
 (2014)
 
Estação estilo britânico
2009 
 
 (1967)

  Plataforma...onde meu pai de terno e eu de vestidinho de organza, e o coração feliz
esperávamos o trem, de volta para a nossa casa em Jundiaí...

...e ao redor dessa estação, muita vida, 
ali moravam minha nona, tias, primas e muitos mais
.
Casarão em frente ao armazém da Estação Capivari 
pertenceu a família Maschietto  hoje abandono total, uma pena!

 Aqui morava  Maria Luiza Fregulha Gaiseler, minha nona!

 
 momentos felizes e inesquecíveis, com minha tia Margarida!


Abandono total, uma das casas mais lindas na época, passei bons momentos aqui!
Saudades de todos...que já se foram.


O Trem da vida

Todos somos passageiros de um trem ,chamado vida 
Todos teremos que deixar esse trem
Então, aproveite cada momento. 
Esqueça os solavancos, as desdenhas, curta muito as paisagens,
 Os momentos, que são únicos, as alegrias. 
Jogue no lixo, as tristezas, os momentos de pessimismo e desilusão.
 A única coisa que temos certeza nessa viagem...
 É que a nossa parada, ninguém sabe!!
 (Raimundo Grossi)
Abraços!

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Arranjo natural!

Olá amigas!
Dias chuvosos por aqui, frio  e umidade o suficiente para
 me deixar com sdss do verão, amo calor!
Trouxe lá do mato essa planta para enfeitar minha casa, coloquei no vaso com água
e estão criando raízes, logo poderei plantar novas mudas!
Não sei o nome , se alguém souber  deixe no comentário...obrigada!



Garrafas que ganhei da amiga Zizi Santos e bandeja da amiga Fatti Navarro


 

Tela que ganhei no sorteio da Jô Turquesa 
e casa de pássaro da amiga lilliverdi 
 
Ano passado qdo fui a Jundiaí, ganhei da mamis muda dessa orquídea
 Uma semana depois da sua morte, fui presenteada com uma única flor!

Saudade de mãe é ponte que nos favorece um retorno a nós
mesmos; travessia que borda uma identidade muitas vezes esquecida, perdida na pressa que nos leva. Saudade de mãe é devolução, é ato que restitui o que se parte; é luz que sinaliza o local do porto, é voz no ouvido a nos acalmar nas madrugadas de desespero e solidão, através de uma frase simples: Dorme meu filho! Dorme! Hoje, nesse dia em que a vida me fez criança de novo, neste instante em que esta cena feliz tomou conta de mim, uma única palavra eu quero dizer: Oh minha mãe, que saudade eu sinto de você!  (padre Fábio de Melo)
Obrigada a todas!

Abraços!